Buscar

Conepe inicia organização de Conferência de Pesca de Aquicultura para 2023

Buscando fortalecer o desenvolvimento da Pesca Sustentável no Brasil e na América Latina, Conepe inicia organização de Conferência de Pesca de Aquicultura para 2023



Com o objetivo de avançar na organização da 4ª. Edição do Summit Latino-americano para a Sustentabilidade Pesqueira e Aquícola de 2023, uma delegação da Aliança Latino-americana para a Pesca Sustentável e Segurança Alimentar – ALPESCAS e da Sociedade Nacional de Pesca do Chile – SONAPESCA, se reuniu, na última semana, em Brasília, com o Coletivo Nacional da Pesca e Aquicultura – Conepe, para a preparação da nova edição da Conferência que será realizada no Brasil.


Nesse contexto, Osciel Velásquez, presidente da ALPESCAS e da SONAPESCA manifestou que “Há poucas semanas tivemos a 3ª. Edição do Summit em Puerto Varas, no Chile, um lugar de encontro entre todos os atores da pesca e aquicultura da América Latina, onde compartilhamos dos diversos avanços em sustentabilidade, economia circular, segurança alimentar, inovação, pesquisa, valor agregado, cooperação, entre outros temas que envolvem todo esse setor”. Velásquez também destacou o trabalho conjunto entre ALPESCAS e Conepe, que busca gerar alianças estratégicas e desenvolver um plano de ação em sustentabilidade pesqueira para a América Latina e Caribe, envolvendo todos os elos da cadeia de valor de pescados.


Na ocasião, Alexandre Espogeiro, presidente do Conepe, agradeceu a visita da delegação da ALPESCAS e destacou: “Espero que a 4ª Edição do Summit seja tão exitosa como as últimas edições e que possamos discutir e aprimorar os temas relacionados com a cadeia de valor de pescados, sua importância na chamada economia azul e os avanços tecnológicos em matéria de sustentabilidade”.


O encontro também foi marcado por uma aproximação entre ALPESCAS e Conepe com o Embaixador do Escritório Econômico e Cultural do Taiwan no Brasil, Diego Wen, com o objetivo de realizar alianças estratégicas, fortalecer relações comerciais entre Brasil e Taiwan por meio de conferências empresariais, planejar um trabalho em temas de sustentabilidade e economia circular, entre outras ações de cooperação entre os dois países e toda a América Latina, incluindo colaboração tecnológica e caminhos para mitigação de impactos ao meio marinho.


Sobre este tema, o presidente Osciel Velasquez, agradeceu a reunião: “Todo trabalho sempre deve ser em equipe, ninguém deve estar ausente nas discussões para o desenvolvimento de uma Pesca Sustentável, dessa maneira a sinergia que se tem entre os setores público e privado é essencial, assim, empresas, comunidades costeiras, instituições de pesquisa e organismos públicos nacionais e internacionais devem trabalhar unidos em um mar de todos. É nisso que se baseia a Pesca com Futuro, pois graças a essa colaboração teremos pesca e aquicultura para as futuras gerações”.